Dicas Outros Pedagogia 08 set, 2016

Tocando em nuvens! Atividade sensorial – 1 ano


Boa noite gente! Fiz essa atividade com o Mudi a alguns dias atras e ele amou! E eu também, hahaha, foi literalmente tocar nas nuvens, uma sensação ótima!

Hoje em dia a tecnologia esta presente (e muito) na vida dos pequenos, por isso temos que sempre mediar as situações e criar ambientes sensoriais para eles descobrirem o mundo fora das telinhas, pode ser mais trabalhoso, mas garanto que vale a pena ver a criança interagindo e não somente ‘assistindo’.

Uma brincadeira sensorial é qualquer ação que envolve a incorporação e o envolvimento da criança em alguma situação, ou seja, estimulação da visão, tato, olfato e outros sentidos.

Essa atividade é muito farinha de fazer, vamos aos passos:

Igredientes:

  • Potinhos de plastico
  • Corante de alimento
  • Farinha de trigo
  • Chantilly ou creme de barbear

nuvens-1

 

Primeiramente, em dois potinhos (ou em quantas cores você quiser), coloque chantilly ou creme de barbear. Creme de barbear é melhor, mas se você acha que seu filho vai experimentar igual o Mudi fez, é melhor garantir o chantilly. Em seguida, coloque o corante, escolhi o azul. O corante precisa ser liquido, em po não funciona.

 

nuvens-2

 

Depois de misturar o corante no chantilly, é a hora da magia! Va colocando aos poucos a farinha trigo. Gente, fica muito gostoso!! parece uma massinha, só que mole. Não da pra descrever, apenas sentindo mesmo. Quando for montando a atividade, explique ao pequeno o que esta acontecendo, e deixa ele ir tocando para sentir, se precisar por na boca, deixe (com moderação, claro).

 

nuvens-4

Esperar que o seu filho se comporte e não suje nada só vai te deixar irritada e estragar a brincadeira, por isso separe um tapetinho lavavel e um lugar que se sujar, não vai ser difícil de jogar agua!

Divirtam-se!

Islam Pedagogia 10 abr, 2016

Falar não para os filhos é errado? – Visão Islâmica


Toda vez que eu vou dormir, começa a passar um filme na minha cabeça, e a maioria das vezes é sobre a criação que estou dando para o meu filho. Será que agi certo? Será que fui dura demais? Acho que estou mimando muito! Ai, não era pra eu ter sido tão dura com ele’. Quase sempre me julgo está errada, mas afinal, como saber que estamos indo pelo caminho certo? A resposta esta na fé.

O Profeta Mohamad, (que a paz de Deus esteja sobre ele), era um marido extraordinário, um pai perfeito e um avô singular. Era único em todos os aspectos. Tratou seus filhos e netos com grande compaixão e sempre fez de tudo para direciona-los para o caminho certo e para boas ações.  Ele os amava e os tratava com carinho, mas não permitiu que negligenciassem assuntos relacionados à vida futura.  Mostrou-lhes como levar uma vida humana e nunca permitiu que faltassem com seus deveres religiosos ou que ficassem mimados.

Seu objetivo supremo era prepará-los para a outra vida. Seu equilíbrio perfeito nesses assuntos é outra dimensão de seu intelecto inspirado de forma divina.  Anas Ibn Malik, o ajudante do Mensageiro por 10 anos, diz:

“Nunca tinha visto um homem mais compassivo com os membros de sua família do que Muhammad.”

Aqui ja temos a primeira lição: devemos criar nosso filhos pensando no que queremos pra ele no depois. Nunca no agora. Eduque para ele se tornar uma grande pessoa no futuro, e consequentemente na outra vida ele terá a recompensa.

O Mensageiro era completamente equilibrado na forma em que educou seus filhos.  Amava muito seus filhos e netos e lhes instilou amor.  Entretanto, nunca deixou que abusassem de seu amor por eles.  Nenhum deles ousava deliberadamente fazer algo errado.  Se cometessem um erro não intencional a proteção do Mensageiro os prevenia de se desviarem ainda que ligeiramente.  Fez isso os envolvendo em amor e em uma aura de dignidade.  Por exemplo, uma vez Hassan ou Hussain queria comer uma tâmara que era para distribuir entre os pobres como caridade.  O Mensageiro imediatamente a tomou de sua mão e disse:

“Qualquer coisa dada como caridade é proibida para nós.” 

Ao ensiná-los enquanto eram jovens a serem sensíveis a atos proibidos, o Profeta, que a misericórdia e bênçãos de Deus estejam sobre ele, estabeleceu um princípio importante de educação.

“Sabe qual é a maneira mais certa de deixar seu filho infeliz? Acostumá-lo a receber tudo.” Essa frase foi escrita pelo filósofo Jean-Jacques Rousseau, no livro “Emílio ou Da Educação“, em 1762. Muitos anos antes, o profeta Mohamad (Que a paz de Deus esteja sobre ele) ja praticava isso para servir de exemplo para nós até hoje. Se você der tudo a uma criança, seus desejos só farão crescer devido à facilidade em satisfazê-los e ela terá de lidar então com sua própria ansiedade, com sua tirania e com a decepção de o pai, em algum momento, parar de atendê-lo, já que satisfazer tudo é impossível.

Ajudar os filhos a lidar com as frustrações e orientá-los sobre o que é razoável ou não os torna mais seguros e flexíveis. As crianças precisam aprender que suas atitudes têm consequências e que elas não podem fazer tudo o que quiserem.

Toda vez que retornava à Medina carregava as crianças em suas costas.  Nessas ocasiões o Mensageiro abraçava não somente seus netos, mas também os que estavam em sua casa e nas proximidades.  Conquistou seus corações através de sua compaixão.  Amava todas as crianças.

Amou sua neta Umamah.  Com frequência saía com ela em seus ombros e até a colocava em seus ombros enquanto orava.  Quando se prostrava a descia, e quando tinha terminado a oração, a colocava de volta em suas costas. O Profeta mostrou esse nível de amor a Umamah para ensinar seus seguidores homens como tratar as meninas.  Era uma necessidade vital porque uma década antes era a norma social enterrar vivas as meninas ainda bebês ou muito jovens.  Essa afeição paternal pública por uma neta nunca tinha sido vista antes na Arábia.

O Mensageiro proclamou que o Islã não permite discriminação entre filho e filha.  Como isso era possível?  Um é Muhammad, o outro é Khadija; um é Adão, o outro é Eva; um é Ali, o outro é Fátima.  Para cada grande homem existe uma grande mulher.

Assim que Fátima, a filha do Mensageiro, entrava no quarto em que o Mensageiro estava ele se levantava, tomava as mãos dela e a fazia sentar onde ele estava sentado.  Perguntava sobre a saúde e família dela, mostrava seu amor paternal por ela e a elogiava.

Esse é o Profeta e sua relação com as crianças. Um homem respeitado pelos líderes e querido e amado pelas crianças.

thumbnail_IMG_3039

Brincadeiras Outros Pedagogia 09 abr, 2016

Como estimular o bebe de 0 – 6 meses.


Brincar, é a única forma que o bebe tem de aprender! Por isso, toda vez que o Mudi completar um mês, eu vou fazer um post de brincadeiras que fiz com ele e que obtive um retorno bom! Hoje  vou colocar os atrasados aqui, de 0 aos 6 meses.

Só vou lembrar aqui que cade bebe tem seu tempo, e muito estimulo pode fazer o bebe cansar, ficar irritado e dormir menos do que deveria.

Com 1 mes:

Esse é o momento que, para os bebês, significa “o novo mundo que acabei de chegar”.Errado está, quem acha que o bebe nos primeiros meses só come e dorme. Acredito que metade das mamães acham que o bebe só vai conseguir interagir e brincar quando sentar, ou a partir dos seis meses. Então aqui vai algumas atividades pro primeiro mês:

  • Conversar e cantar com o bebe
  • Balançar chocalhos para que o bebê associe o som ao movimento.
  • Às vezes carregar o bebê no colo virado para a frente, como se fosse uma cadeirinha, para ajudá-lo a firmar a cabecinha.
  • Colocar objetos macios e coloridos a cerca de 20 cm da criança

thumbnail_IMG_3011

Com 2 meses:

  •  Colocar o bebê de bruços, com brinquedos coloridos em ambos os lados, para estimular a noção de lateralidade.
  • Movimentar objetos coloridos na frente do bebê, brincando e conversando com ele; isso estimula a movimentação ocular.
  •  Cantar e conversar muito com o bebê.
  • Pendurar no berço objetos coloridos que façam barulho, em várias alturas e posições, para que o bebê possa até alcançá-los.

thumbnail_IMG_3008

Com 3 meses:

  •  Manter mais vezes o bebê de barriga para baixo para ele brincar, ficando sempre junto dele.
  •  Colocar brinquedos ao alcance da mão do bebê para que ele tente pegá-los.
  •  Utilizar móbiles ou tapetinhos para que o bebê brinque e tente tocá-los com as mãos ou os pés enquanto está deitado.
  •  Tocar e movimentar o corpo do bebê durante as brincadeiras para que ele perceba o espaço que ocupa e os movimentos que pode realizar.
  • Colocar tecidos coloridos em volta do bebe para que as cores estimulem ele a virar pra pega-la.

sss

thumbnail_IMG_3005

Com 4 meses:

  •  Movimentar o bebê para a frente e para trás, com delicadeza, enquanto ele estiver sentado. Isso ajuda a treinar a sustentação do tronco.
  •  Estimular o bebê a rolar em superfícies seguras.
  •  Sentá-lo no bebê-conforto e deixar vários brinquedos na sua frente para que escolha qual deles prefere e o que quer fazer com cada um.
  •  Brincar de esconder o rosto com uma fralda ou esconder o brinquedo para observar se ele procura.
  •  Dar mordedor e brinquedos que o bebê possa levar à boca.
  •  Conversar muito com o bebê e observar se, no meio do diálogo, ele participa sorrindo ou fazendo algum som.
  • Deixar o bebe perto de outros bebes para que tentem contato

thumbnail_IMG_3006

Com 5 meses:

  •  Colocar o bebê sentado e cercado de almofadas, mantendo as costas dele eretas. Ficue perto dele.
  •  Segurar o bebê pelas axilas e colocá-lo de pé por períodos curtos.
  •  Deixar várias caixas e cubos coloridos para o bebê manusear.
  •  Ajudar o bebê a rolar usando uma toalha.
  •  Estimular o bebê a bater palmas.
  • Conversar com o bebê e contar o que você está fazendo e pensando. Cantar para ele.
  • thumbnail_IMG_6300

Com 6 meses:

  •  Colocar o bebê sentado com leve apoio.
  •  Dar um brinquedo de cada vez a ele para ver se o passa de uma mão à outra ou se o solta para pegar outro.
  •  Esconder o brinquedo fora do alcance do bebê e estimulá-lo a procurar ou tentar alcançar o brinquedo.
  •  Colocar o bebê na frente do espelho e fazer brincadeiras de aparecer e desaparecer.
  •  Segurar o bebê pelas axilas e brincar de pula-pula.
  •  Com o bebê no colo, faça várias brincadeiras e movimentos, fixando o olhar nele para que perceba seus movimentos faciais.
  • Se forem a praia, faça uma cadeirinha de areia e coloque objetos em volta para que ele tente pegar.

ss

Os bebês, que julgamos tão ingênuos e incapazes, são praticamente máquinas de aprendizado. A mente deles é extremamente sofisticada e a absorção de conhecimento começa nos primeiros dias após o nascimento. Por isso, os pais têm papel fundamental na qualidade e na aceleração dos conteúdos que seus filhotes estão absorvendo.

Espero que tenham gostado!!

Beijos!!

Carima

postado por

Carima

Brincadeiras Pedagogia 06 abr, 2016

Tinta Comestível


Há mais ou menos 2 meses, eu fiz para o Mudi uma tinta comestível  e gostei tanto da brincadeira que vou repostar aqui!

 A forma que eu escolhi foi com frutas, (kiwi, 🍌banana e morango 🍓) é só passar no processador a fruta inteira e colocar iogurte (integral, sem conservante e sem lactose). Se quiser uma cor mais viva pingue um pouquinho de corante! Coloquei um pouco de gelatina colorida também! Fiz com frutas pq conheço o filho que eu tenho, e ele comeria a metade.

IMG_0523

 

A atividade foi muito gostosa, claro que ele comeu, explorou vários sentidos, olfato, paladar e tato. Dos 6 aos 24 meses, a pintura a dedo ajuda a melhorar o sentido do tato, a imaginação e coordenação.  Esta prática deve ser realizada sempre acompanhada de um adulto e os materiais devem ser apropriados, por exemplo, as tintas não podem ser tóxicas.  A pintura também estimula a comunicação, a criatividade, a concentração, vai ajudar na coordenação motora e no conhecimento de cores. Auxilia no desenvolvimento de sua individualidade e autoestima e as habilidades para resolver problemas. Vou repetir mais vezes! O mudo vai agradecer, ele amou!

IMG_0510

 

 

IMG_0499

IMG_0466

 

Espero que tenham gostado do post! Beijos!!

Dicas Pedagogia 05 abr, 2016

Qual é a importância da leitura para bebes?


Algumas crianças começam a falar mais cedo, outras demoram bastante. Sabem por que? As respostas estão ligadas ao estímulo que os bebês recebem dos pais e dos educadores nos primeiros meses de vida. A leitura é excelente para a estimulação infantil. ‘Mas ele nem sabe o que você esta lendo’ Sim, é verdade, mas pelo tom da sua voz, pelas figuras e movimentos, o bebe consegue sim estabelecer uma relação entre o que está acontecendo e se comunicar através disso. Você não esperaria que seu filho pudesse entender o que diz antes de começar a falar com ele não é? E muito menos deixaria de cantar pra ele até que pudesse cantar sozinho ou brincar até que ele pudesse brincar sozinho.

A leitura ensina a comunicação básica , introduz números, letras, cores e formas, ajuda a construir vocabulário, a estimular a memória e a ouvir.A leitura também estimula o bebê  a olhar, apontar, tocar e responder perguntas que a mãe faz, imitar sons, reconhecer imagens, virar páginas e mais tarde, repetir palavras – tudo parte do desenvolvimento social e psicológico dele.

Filhos herdam os hábitos que ensinamos pra eles desde pequenininhos. Se você ler para o seu filho, com certeza nascerá um grande leitor, capaz de criticar, criar opiniões e explorar outros horizontes! Leia para seu filho!

 

Carima Orra • todos os direitos reservados © 2020 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por