Dicas Islam 03 maio, 2018

Alcorão para crianças: 6 dicas para ser divertido!


Olá pessoal!
Quando a palavra ‘quran’ é dita na sua casa, quais são as reações de seus filhos? Dou 3 opções: já que já passei por algumas! Ou é de obrigação, forçado. Ou é sem entendimento algum, mas faz pelos pais. Ou é algo prazeroso, por que da pra ser! E mais do que isso: precisa ser!

Estou introduzindo a leitura e as rezas na rotina do Mudi é o Zuzu já participa. Fiquei perdida na hora que decidi, não sabia por onde começar e temia que ele não se interessasse. Então comecei a ler, afinal boas ideias são sempre bem vindas!

Então é de sua total responsabilidade e um bom investimento no seu tempo achar jeitos para fazer a leitura do Alcorão um momento prazeroso! Aqui vai algumas dicas para começar, que eu estou fazendo e vendo resultados positivos!

Explique o por que. 

Antes de começarmos a aprender algo, sempre queremos saber o por que. Onde vai ser útil? Quais são os pontos positivos de estarmos nos esforçando pra estar ali. Com crianças não é diferente. Aliás, é diferente sim. Com elas as explicações  precisam ter mais argumentos do que imaginamos! Expliquem os benefícios, e os fatos. Uma ideia é dizer que lendo o Alcorao  vão conseguir super poderes para a vida, como um super homem.

 

Não coloque pressão

Embora recompensador, a leitura do Alcorao podeogiop ser complicado principalmente nas primeiras aulas, é um processo lento e pode desanimar. Por isso é importante encorajar sempre! Errar é uma parte fundamental desta jornada! Tem pesquisas que sugerem que o erro deve acontecer pra aprendizagem ser efetiva não é mesmo gente? Hahaha o importante é não desistir!

 

De um significado pra tudo isso!

Literalmente pessoal! O Alcorao tem as histórias mais extraordinárias, de varios profetas! Esse é um momento de aprender, e o que não falta no Alcorao são informações!

 

Estabeleça um horário, e um tempo!

Crianças tendem a se comportarem melhor quando sabe o que vai acontecer no futuro. Por isso estabeleçam um horário e os dias da semana que a leitura vai acontecer. Além disso, criem um tempo para o estudo! 30 min, 1 hora? Vocês decidem!

 

Crie competições

Crianças gostam de ser extraordinárias! Criem limites e ajudem elas a ultrapassarem! Em tempo, em memória! Crie jogos onde eles são obrigados a superarem desafios, é muito prazeroso!

Celebre as pequenas vitórias!

De presentes a cada conquista! Não precisa comprar a pbkids inteira, o que precisa é dar um significado para a vitória do seu filho! Compre bexigas, de balas! A cada sucesso grande, faça uma festa! Elogie! Não economize em palavras de insentivo!

 

Não é tão difícil quanto parece! É só começar! A recompensa é bem maior que o desafio! Espero que gostem das dicas, e quero sugestões! Se vocês fizeram algo que foi produtivo me falem! Deixem nos comentários!

 

 

 

 

 

 

Islam 12 jan, 2017

Práticas Islâmicas para a chegada de um bebe


Oi pessoal! O Zuzu nasceu! Hoje completa 22 dias de gostosura!
IMG_20170105_200518_001-3

 

Muita gente me perguntou por que raspei o cabelo do Zuzu. Entao decidi fazer um post sobre as praticas islâmicas para a chegada de um bebe a familia.

A chegada do bebe
Assim que o bebe nasce, no primeiro momento, é realizado no ouvidinho dele o Athan (chamamento para a oração) para que seja a primeira coisa qie o bebe escute. A primeira coisa que a criança ouve nesse mundo são as palavras de submissão ao Deus Único.  Foi relatado que um dos companheiros do profeta o viu dizer o chamado para a oração no ouvido direito de seus netos recém-nascido
eu vi o profeta (SWS) fazer o adhan, na orelha de Al-Husayn Ibn Ali, logo após sua filha Fatimahter dado a luz” (timirdhi)
Raspar a cabeça
No sétimo dia após o nascimento, a cabeça da criança deve ser raspada e o peso de seu cabelo deve ser convertido ao valor da prata, para depois ser distribuído em caridade. Alem do motivo religioso, existe o motivo cientifico. Vocês sabiam que esse cabelo muito vezes não é cabelo? E sim pelo. “Serve para manter o bebê aquecido já que a cabeça é o maior órgão do corpo e o que mais dispersa calor”, explica o pediatra, que também neonatologista do Hospital Albert Einstein. Essa penugem, inclusive, é um sinal de proteção. É por isso que os bebês prematuros costumam ter mais pelos pelo corpo todo. Depois do nascimento, é comum que esses fios caiam. Isso porque os bebês não estão mais recebendo hormônios da mãe pelo cordão umbilical.
Aqeeqah
Quando uma criança nasce é comum que a família abata  um ou dois carneiros e convide os parentes e vizinhos para uma refeição, para permitir que a comunidade compartilhe do evento feliz.
Circuncisão 
Dos rituais para o recém-nascido e parte dos direitos das crianças é a circuncisão. É obrigatório que os meninos sejam circuncidados. O Profeta Mohamad (SAW), disse que cinco coisas são parte da natureza inerente das pessoas.  São elas raspar o pelo púbico, a circuncisão, aparar o bigode, remover os pelos das axilas e cortar as unhas. Essas coisas estão relacionadas com a pureza e condições essenciais da oração e implicam submissão completa à vontade de Deus.

Islam Pedagogia 10 abr, 2016

Falar não para os filhos é errado? – Visão Islâmica


Toda vez que eu vou dormir, começa a passar um filme na minha cabeça, e a maioria das vezes é sobre a criação que estou dando para o meu filho. Será que agi certo? Será que fui dura demais? Acho que estou mimando muito! Ai, não era pra eu ter sido tão dura com ele’. Quase sempre me julgo está errada, mas afinal, como saber que estamos indo pelo caminho certo? A resposta esta na fé.

O Profeta Mohamad, (que a paz de Deus esteja sobre ele), era um marido extraordinário, um pai perfeito e um avô singular. Era único em todos os aspectos. Tratou seus filhos e netos com grande compaixão e sempre fez de tudo para direciona-los para o caminho certo e para boas ações.  Ele os amava e os tratava com carinho, mas não permitiu que negligenciassem assuntos relacionados à vida futura.  Mostrou-lhes como levar uma vida humana e nunca permitiu que faltassem com seus deveres religiosos ou que ficassem mimados.

Seu objetivo supremo era prepará-los para a outra vida. Seu equilíbrio perfeito nesses assuntos é outra dimensão de seu intelecto inspirado de forma divina.  Anas Ibn Malik, o ajudante do Mensageiro por 10 anos, diz:

“Nunca tinha visto um homem mais compassivo com os membros de sua família do que Muhammad.”

Aqui ja temos a primeira lição: devemos criar nosso filhos pensando no que queremos pra ele no depois. Nunca no agora. Eduque para ele se tornar uma grande pessoa no futuro, e consequentemente na outra vida ele terá a recompensa.

O Mensageiro era completamente equilibrado na forma em que educou seus filhos.  Amava muito seus filhos e netos e lhes instilou amor.  Entretanto, nunca deixou que abusassem de seu amor por eles.  Nenhum deles ousava deliberadamente fazer algo errado.  Se cometessem um erro não intencional a proteção do Mensageiro os prevenia de se desviarem ainda que ligeiramente.  Fez isso os envolvendo em amor e em uma aura de dignidade.  Por exemplo, uma vez Hassan ou Hussain queria comer uma tâmara que era para distribuir entre os pobres como caridade.  O Mensageiro imediatamente a tomou de sua mão e disse:

“Qualquer coisa dada como caridade é proibida para nós.” 

Ao ensiná-los enquanto eram jovens a serem sensíveis a atos proibidos, o Profeta, que a misericórdia e bênçãos de Deus estejam sobre ele, estabeleceu um princípio importante de educação.

“Sabe qual é a maneira mais certa de deixar seu filho infeliz? Acostumá-lo a receber tudo.” Essa frase foi escrita pelo filósofo Jean-Jacques Rousseau, no livro “Emílio ou Da Educação“, em 1762. Muitos anos antes, o profeta Mohamad (Que a paz de Deus esteja sobre ele) ja praticava isso para servir de exemplo para nós até hoje. Se você der tudo a uma criança, seus desejos só farão crescer devido à facilidade em satisfazê-los e ela terá de lidar então com sua própria ansiedade, com sua tirania e com a decepção de o pai, em algum momento, parar de atendê-lo, já que satisfazer tudo é impossível.

Ajudar os filhos a lidar com as frustrações e orientá-los sobre o que é razoável ou não os torna mais seguros e flexíveis. As crianças precisam aprender que suas atitudes têm consequências e que elas não podem fazer tudo o que quiserem.

Toda vez que retornava à Medina carregava as crianças em suas costas.  Nessas ocasiões o Mensageiro abraçava não somente seus netos, mas também os que estavam em sua casa e nas proximidades.  Conquistou seus corações através de sua compaixão.  Amava todas as crianças.

Amou sua neta Umamah.  Com frequência saía com ela em seus ombros e até a colocava em seus ombros enquanto orava.  Quando se prostrava a descia, e quando tinha terminado a oração, a colocava de volta em suas costas. O Profeta mostrou esse nível de amor a Umamah para ensinar seus seguidores homens como tratar as meninas.  Era uma necessidade vital porque uma década antes era a norma social enterrar vivas as meninas ainda bebês ou muito jovens.  Essa afeição paternal pública por uma neta nunca tinha sido vista antes na Arábia.

O Mensageiro proclamou que o Islã não permite discriminação entre filho e filha.  Como isso era possível?  Um é Muhammad, o outro é Khadija; um é Adão, o outro é Eva; um é Ali, o outro é Fátima.  Para cada grande homem existe uma grande mulher.

Assim que Fátima, a filha do Mensageiro, entrava no quarto em que o Mensageiro estava ele se levantava, tomava as mãos dela e a fazia sentar onde ele estava sentado.  Perguntava sobre a saúde e família dela, mostrava seu amor paternal por ela e a elogiava.

Esse é o Profeta e sua relação com as crianças. Um homem respeitado pelos líderes e querido e amado pelas crianças.

thumbnail_IMG_3039

Islam 04 abr, 2016

A criança na visão Islamica!


 

 

Olá pessoal!
Como muita gente que vai me visitar aqui não sabe: eu sou muçulmana. Digito isso com todo orgulho que existe dentro de mim, e pretendo mostrar a vocês como o Islam é uma religião completa e que nos ensina sobre cada detalhe nessa vida.

Muita gente associa qualquer muçulmano como uma pessoa de ódio e guerra (generalizado). Pois esse post aqui vai me ajudar a explicar como tudo isso é uma farça!

Não existe nada mais puro, honesto e sincero que uma criança. Elas são um papel em branco que temos que ir preenchendo. Por isso, se você é mamãe ou papai aqui vai: O sábio muçulmano, Sheik Uthaimeen, que Deus tenha misericórdia dele, descreveu os filhos como um encargo confiado aos pais por Deus. Também disse que os filhos devem ser bem alimentadas, bem formadas e vestidas adequadamente em função das estações do ano e para terem uma boa aparência. As crianças têm direito a educação, aprendizado religioso e orientação espiritual. Seus corações devem ser preenchidos com fé e suas mentes ocupadas com orientação, conhecimento e sabedoria adequados.

É interessante notar que o Islã sempre cobriu os direitos das crianças. A visão islâmica da infância afirma que é um período único na vida de um indivíduo.

Portanto, a criança é uma benção, não um bem. Devemos cuidar com todo amor, fé, dar muito carinho e lembrar que a infância dela é única, e é nela que a personalidade do indivíduo se forma.
Tentando dar todos esses atributos para uma criança, acreditem: estamos dando a sociedade um adulto honesto, caridoso, e do bem. :)
Gil’adi.  A  1992, Children of Islam: concepts of childhood in medieval Muslim society (Crianças do Islã: conceitos de infância na sociedade muçulmana medieval, em tradução livre), Macmillan, Oxford.

 

 

Carima Orra • todos os direitos reservados © 2019 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por