Dicas Outros Pedagogia 12 nov, 2018

Você sabe como se comunicar com seu filho?


Em um mundo de processadores, as crianças desconhecem o processo. É tudo pronto. Elas não sabem o caminho para chegar no destino final. E é papel dos pais reverter essa situação, pois isso pode levar o seu filho ao mal do século: as crises de ansiedade.

Crianças precisam aprender a terem mais paciência, a esperar a coisa acontecer. Nós pais, pulamos esse momento da criança e entregamos tudo pronto. Vou aqui deixar um exemplo simples, mas que ocorre em 50% das casas. Seu filho pede um sanduíche, enquanto assiste seu desenho favorito! Você faz o que? Vai ate a cozinha fazer o lanche sozinha ou  chama ele pra fazer junto com você? Se você faz o lanche sozinha, o seu filho perdeu todo o processo, ele não viu nada acontecer. E quando ele crescer, o processo vai ser sempre desconhecido aos olhos dele. Acredite: ele não saberá o que é montar um sanduíche por mais simples que isso seja.

Aqui vai outro exemplo: Ao chegar no restaurante, você já tira o iPad da bolsa para ele se distrair vendo o desenho ate a comida chegar. Cade o processo? Ele pode perder uma conversa em família. Ele pode perder momentos únicos na vida, e isso não volta mais. Quando ele estiver crescido com a família dele envolta, provavelmente estará impaciente esperando a comida chegar, reclamando com o garçom e mexendo no celular.

São essas pequenas coisas no dia-a-dia que transforma o comportamento do seu pequeno.

A impaciência também atrapalha a vida dos pequenos. Mas você pode cortar esse mal pela raiz. Veja como!

1. Não deixe seu filho te interromper

Em “Crianças francesas dia a dia” (Editora Fontanar), a jornalista americana Pamela Druckerman vai direto ao ponto: “não deixe seu filho interromper você”. Isso faz parte do conceito-chave da criação francesa: você tem que ensinar o pequeno a ter paciência, assim como ensina o alfabeto ou a andar de bicicleta. Se, por acaso, ele te interromper, diga: “estou no meio de uma conversa, já falo com você”.

2. Evite falar sobre as datas especiais

“O Natal está chegando”, “Calma, logo vamos comemorar seu aniversário”… Se seu filhote é muito impaciente, o ideal é não anunciar o que vai acontecer com muita antecedência. Já com os maiores, use o calendário. Ele ajudará a entender a passagem do tempo.

3. Fuja das pequenas mentiras

No carro, seu filho pergunta a cada minuto se falta muito para chegar? Seja honesta. Não diga “é rapidinho” ou “já estamos chegando” se não for verdade. Não adianta mentir se o trajeto é longo e ainda falta muito para cumpri-lo. É muito raro um pai que nunca use desses artifícios, mas, os especialistas concordam que por mais inofensiva que pareça a mentira, isso aumentará a ansiedade da criança.

4. Demore mais para responder

Toda vez que seu filho chama, você para tudo o que está fazendo para atendê-lo naquele momento? Evite fazer isso! Demore um pouquinho para atender o desejo dele. Toda criança “testa” os pais para ver até onde pode ir. Se você não impõe limites, ela se sente dona da situação. E pode, com o tempo, apelar para a chantagem emocional. Diga com delicadeza que você não pode, por exemplo, parar de cozinhar para sentar e brincar. Mostre gentilmente que o que você está fazendo também é importante.

5. Dê o exemplo. Seja paciente!

Já ouviu o ditado “faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço”? Pois é, ele é mais verdadeiro do que você imagina. De que adianta pedir a seu filho esperar se você quer tudo pronto na hora? Reflita sobre isso!

 

 

Espero que tenham gostado!

Apliquem essas ideias em casa e vão ter resultados ótimos, e filhos menos agitados e pacientes!

Beijos

Carima

postado por

Carima

Dicas Islam 03 maio, 2018

Alcorão para crianças: 6 dicas para ser divertido!


Olá pessoal!
Quando a palavra ‘quran’ é dita na sua casa, quais são as reações de seus filhos? Dou 3 opções: já que já passei por algumas! Ou é de obrigação, forçado. Ou é sem entendimento algum, mas faz pelos pais. Ou é algo prazeroso, por que da pra ser! E mais do que isso: precisa ser!

Estou introduzindo a leitura e as rezas na rotina do Mudi é o Zuzu já participa. Fiquei perdida na hora que decidi, não sabia por onde começar e temia que ele não se interessasse. Então comecei a ler, afinal boas ideias são sempre bem vindas!

Então é de sua total responsabilidade e um bom investimento no seu tempo achar jeitos para fazer a leitura do Alcorão um momento prazeroso! Aqui vai algumas dicas para começar, que eu estou fazendo e vendo resultados positivos!

Explique o por que. 

Antes de começarmos a aprender algo, sempre queremos saber o por que. Onde vai ser útil? Quais são os pontos positivos de estarmos nos esforçando pra estar ali. Com crianças não é diferente. Aliás, é diferente sim. Com elas as explicações  precisam ter mais argumentos do que imaginamos! Expliquem os benefícios, e os fatos. Uma ideia é dizer que lendo o Alcorao  vão conseguir super poderes para a vida, como um super homem.

 

Não coloque pressão

Embora recompensador, a leitura do Alcorao podeogiop ser complicado principalmente nas primeiras aulas, é um processo lento e pode desanimar. Por isso é importante encorajar sempre! Errar é uma parte fundamental desta jornada! Tem pesquisas que sugerem que o erro deve acontecer pra aprendizagem ser efetiva não é mesmo gente? Hahaha o importante é não desistir!

 

De um significado pra tudo isso!

Literalmente pessoal! O Alcorao tem as histórias mais extraordinárias, de varios profetas! Esse é um momento de aprender, e o que não falta no Alcorao são informações!

 

Estabeleça um horário, e um tempo!

Crianças tendem a se comportarem melhor quando sabe o que vai acontecer no futuro. Por isso estabeleçam um horário e os dias da semana que a leitura vai acontecer. Além disso, criem um tempo para o estudo! 30 min, 1 hora? Vocês decidem!

 

Crie competições

Crianças gostam de ser extraordinárias! Criem limites e ajudem elas a ultrapassarem! Em tempo, em memória! Crie jogos onde eles são obrigados a superarem desafios, é muito prazeroso!

Celebre as pequenas vitórias!

De presentes a cada conquista! Não precisa comprar a pbkids inteira, o que precisa é dar um significado para a vitória do seu filho! Compre bexigas, de balas! A cada sucesso grande, faça uma festa! Elogie! Não economize em palavras de insentivo!

 

Não é tão difícil quanto parece! É só começar! A recompensa é bem maior que o desafio! Espero que gostem das dicas, e quero sugestões! Se vocês fizeram algo que foi produtivo me falem! Deixem nos comentários!

 

 

 

 

 

 

Comidinhas Dicas Outros 28 out, 2017

Comidinhas – dos 9 a 12 meses


Zuzu ja esta com 10 meses (é clichê, mas esse tal de tempo voa mesmo) e faz 1 mes ja que tenho mudado a papinha dele. Ja tinha escrito sobre a introdução alimentar em outro post (aqui) e (aqui).

Agora, com 9 meses eu ja faço comidinhas mais sólidas, e no começo tive varias duvidas e falta de ideias.

Esse post vai para dar uma luz para as mamães que passaram pelo que eu passei.

A mastigação é uma função muito importante para o desenvolvimento facial (e geral) da criança. Ela é uma função aprendida e desenvolvida ao longo de toda a vida, responsável por quebrar os alimentos em pedaços menores para facilitar a digestão e absorção dos nutrientes.

A criança deve aprender desde cedo a comer mastigando muito bem os alimentos. O exercício desenvolvido na mastigação envolve estruturas como dentes, língua, músculos, ossos e articulações que trabalham de maneira conjunta, possibilitando o desenvolvimento harmonioso das estruturas da face. Por isso desde os seis meses deixo o zuzu com alimentos solidos nas mâos (sempre fico de olho) para ele treinar a mastigação.

Pois bem, agora vamos ao que interessa: as receitinhas.

Agora, as comidas não são mais misturadas, preparo cada uma em uma panela diferente. É imporatante que o bebe sinta o gosto real dos alimentos. E eu não uso carboidratos vazios, sempre com vitaminas.

 

• Dica numero 1. Sempre corto os legumes com a intenção que ele consiga segurar com as mãozinhas

 

IMG_20171028_121329_673

• Dica numero 2.

Arroz sempre nutritivo. Uso ou o integral ou o de grãos da mãe terra, ou faço arroz falso de brocolis e couve flor. É tão simples, só cozinhar eles e quando estiver al dente, passar no processador.

IMG_20171028_122233_381

 

Dica 3 – Sempre tenho feijão, lentilha ou grão de bico congelados. É muito prático e da para eu ir trocando o gosto no decorrer da semana. Tambem deixo em saquinhos, peito de frango, peixe (salmão e peixe branco) e carne (musculo, figado e patinho moido) congelados na medida certa para 2 refeições diarias.

Dica 4. Use temperos naturais! Ainda sem sal, mas com muito sabor.. oregano, louro, alecrim, manjericão, cebolinha, salsinha, tomilho, sálvia e cebola, são ótimas opções.


 

 

Agora vou dar exemplos de pratos completos:

■ Arroz integral, feijão branco com musculo, vagem cozida, chuchu, e abobrinha em rodelas. Tempero com alecrim e limão.

■ Arroz 7 grãos, feijão, hamburguinho nutritivo (patinho moido, aveia, quinoa, salsinha) brocolis e tomatinhos picados.

■ Arroz falso de brócolis, frango refogado com alecrim, batata doce e beringela assada, pepinos em rodelas.

■ Macarrão integral, feijão branco, ervila, pimentão amarelo, beterraba em rodelas, giló cozido e assado.

■ Arroz 7 grãos, lentilha, músculo refogado com pimentão e cebolinha, abobrinha, quiabo e cenoura assados e saladinha de pepino com tomate.

 

Esses são só alguns de milhões de combinaçoes que conseguimos fazer com muito amor ❤

Espero que tenham gostado!

Beijos

Brincadeiras Dicas Pedagogia 05 set, 2017

Tinta comestível


Hoje fizemos uma das atividades que eu mais gosto: tinta!

Eu vi uma receita com farinha de trigo, porem, a tinta ficou dura, mais parecido com uma massinha! Então devidi colocar maizena e agua, 5 min no fogão e ficou ótima! Amamos!

Fazer a tinta comestivel não significa que o bebe va comer ela, significa que caso o bebe decisa explorar e colocar a mãozinha na boca, não vai ter problema.

Para colocar a cor, usei corantes! Tambem existe a possibilidade de usar gelatina de varios sabores, ou bater uma fruta, como mexerica, morango, framboesa etc.

Eu particularmente não uso esses sabores por que não quero que a tinta fique com gosto bom, por que se não a brincadeira vira alimentação hahaha!

Tirei umas fotinhos, espero que gostem!

IMG-20170904-WA0035

 

 

IMG-20170904-WA0025

IMG-20170904-WA0016

Dicas Outros 22 ago, 2017

Sobre dar conta de tudo


Outro dia, conversando com um grupo de amigas, alguem me perguntou como dou conta de fazer tudo, e ainda ter tempo para fazer atividades com os meus filhos. A resposta veio clara e direta na minha cabeça: não dou.

Dar conta de tudo significa estar no controle da casa, filhos limpinhos e cheirosos, comida na mesa no horário, academia em dia, trabalho sem cansaço e aulas da pós graduação ja estudadas. Com certeza não dou conta. A unica coisa que faço é dar prioridades para o que mais me faz feliz.

Quando decidi engravidar de dois filhos em pouco tempo, decidi tambem ser mãe. Ser mãe de verdade, ser amiga, dar colo quando precisar mesmo estando no pico do cansaço. Ter paciencia mesmo quando ela jase esgotou. Decidi dar uma trela nas minhas preferencias por 3 anos para ser inteira para eles. Para minha familia.

Dar conta de tudo é utópico, inatingivel, o que vale é dar conta do momento, e viver tranquilamente  tendo consciencia que não existe mãe perfeita!

Estou escrevendo isso pra voce que esta sem ajuda, cansada, cozinhando um ovo pra janta e colocando a sujeira debaixo do tapete, que você esta de parabens! Voce priorizou o que foi mais importante no momento!

Ao invés de culpa, sinta orgulho por dar importancia as coisas certas, que que tudo é passageiro! Jaja as fases passam, a casa fica limpa de novo, as crianças tomam banho, o marido janta, estudamos pra prova e entregamos o trabalho. Na ordem de prioridade, o balanço faz parte da vida. O dia não tem 48 horas mas 3 dias tem 72. O que não demos conta hoje, terminamos amanhã! E assim a vida segue.

Vamos viver intensamente o hoje, e amanha pensamos noque colocamos debaixo do tapete!

Beijosy

Carima

postado por

Carima

Comidinhas Dicas 07 ago, 2017

O que uma papinha tem que ter?


Hoje vou fazer um post muito pedido por algumas leitoras: como preparo a papinha do Zuzu.

Primeiro quero esclarecer que meus filhos realmente gostam de comer, acho que puxaram os papais, rs. Se o seu filho não é muito bom de garfo, ai vai a minha dica de ouro: não se desespere, não se culpe e não desista. Cada criança tem seu tempo, ele não vai morrer de fome.

Minha segunda dica é: não use sal nem açucar, o tempo que conseguir. Segurar esses dois condimentos fará com que a criança goste do sabor real da comida. Não é segredo que uma barra de chocolate kit kat é mais gostosa do que uma pera. Seu filho não entenderá o significado de ‘saudavel’ o obviamente negará as frutas preferindo sempre as famosas ‘porcarias’. Portanto, segure o quanto conseguir.

Se não pode usar sal, o que usar pra temperar? Cebola, salsinha, manjericão e cebolinha. Essas são as nossas preferidas. Dica: Apresente um novo alimento por dia ao seu bebê, com isso você saberá se ele é alérgico ou não.

Uma papinha saudavel, deve conter os seguintes ingedientes: uma leguminosa, uma proteina, e verduras.

Vou deixar aqui 1^ semana de papinhas pra quem gosta de tudo mastigado e facilitado:

Segunda – Ovo, lentilha cozida, batata, cenoura e tomates.

Terça – Carne, grão de bico, mandioquinha e abobora.

Quarta – Frango, feijão, batata doce, espinafre e chuchu.

Quinta – Salmão, feijão branco, batata, cenoura e vagem.

Sexta – Ovo, lentilha, inhame, abobrinha e beterraba.

Sabado – Carne, grão de bico, mandioca, couve manteiga, quiabo e chuchu.

Domingo – Frango, ervilha, mandioquinha, brócolis, beringela e tomates.

De sobremesa sempre dou frutas diferentes. Laranja, banana, melancia, melão, manga e por ai vai. Só não dou morango por que não é recomendavel para menores de 2 anos.

Ofereço água depois de 30 minutos.

Fim :)

Brincadeiras Dicas Outros Pedagogia 06 ago, 2017

Estimulação: 7 meses


Ola pessoal! Todo mundo que me segue no insta ja esta cansado (literalmente) de ver eu estimulando meus pequenos, seja com atividades preparadas, brincadeiras estantâneas ou até mesmo com as atividades do dia a dia.

A estimulação, pra quem não sabe, é um conjunto de atividades aplicadas de forma sistemática e sequencialmente desde o nascimento até o ‘para sempre.’ O objetivo é desenvolver o cognitivo, físico e emocional do bebê assim será possível evitar estados indesejados no desenvolvimento dele.

A estimulação precoce ajuda a melhorar o desenvolvimento motor, desenvolvimento cognitivo e emocional do bebê, mas também deve respeitar o desenvolvimento individual e a vontade de ser tratado. As atividades devem ser concebidas para fortalecer o vínculo emocional através de massagens e estímulos sensoriais, respeitando o desenvolvimento natural da criança e do instinto dos pais.

O Zuzu esta com 7 meses ja, e eu vou listar aqui algumas atividades super legais de estimulação que eu faço com ele:

● Ervilhas: sento ele na cadeirinha de almoço, e espalho ervilhas pela mesa para ele pegar. Cozidas e bem molinhas. A atividade alem de saudavel, é super estimulante para praticar o movimento de pinça. Esse movimento é pura concentração motora fina, que vai ajudar ele a desenvolver a pratica de comer sozinho e desenhar mais pra frente.

● Bate palminha: comevei agora a bater palminhas enquanto canto musiquinhas. Dos 7 aos 9 meses, o seu filho pode começar a aprender a juntar as palmas das mãos e fazer o movimento de bater palminhas. É um sinal de que seus ombros estão se desenvolvimento de forma saudável e de que seu pequeno não tem sinais de problemas cerebrais.

● Conversar: Fale com ele sobre as coisaa conforme o bebê faz acontecer. Você vai ajudá-lo a entender o conceito de ação e reação. ”Você fez tocar música! Escute… Está ouvindo? Vamos girar a bola de novo.”

● Bola: coloque ele sobre a bola grande, e empurre para frente e para tras: exercicio corporal.

Essas são as atividades do momento! Se voce fizer outras atividades legais com o seu bebe me fale nos comentarios, eu amo essas dicas! Dica boa é dica compartilhada, rs.

Obrigada gente! Até a próxima!

Comidinhas Dicas 07 jun, 2017

Hora da papinha!


Chegou a hora de eu ir apresentando os alimentos pro Zuzu! E essa é sem duvida o meu momento favorito da maternidade! Amo as experiências novas e apresentar pro bebe o lado bom da vida que é comer, é uma maravilha!

Para que a criança curta o momento e assim se acostume com a novidade, é sempre bom seguir algumas dicas, para não haver estresse e ser uma delicia, assim como tem que ser!

A primeira dica é: curta o momento! Mantenha a calma, e guarde a ansiedade para você! Não espere que o bebe devore 7 kg de papinha na primeira vez! A consistência da papinha é algo novo para o paladar do bebe, que até então só tinha experimentado leite. Paciência é a chave!

A segunda dica é: não desista! Você deu o mamão ele cuspiu. O erro surge quando você assume a derrota e parte para outra, e com 18 anos o seu filho falará: não gosto de caqui, mas nunca comi. É natural do bebe cuspir, pois ele esta imitando a sucção. Não desista, apenas se a fruta for apresentada de todas as formas possíveis, com 10 a 15 tentativas de cada forma. E ainda sim repita de 2 em dois meses a tal fruta.

As outras vem em tópicos:

  • Não coloque sal. Seu filho não conhece o que é, e não sentirá falta.
  • Papinha feita em casa é trilhões de vezes mais saudável do que as industrializadas. E mais gostosas. Deixe a preguiça de lado e ponha a mão na massa. Hoje em dia tem vários produtinhos que facilitam nossa vida na cozinha.
  • Congele papinhas prontas, elas são uma mão na massa em caso de falta de tempo, ou até mesmo pra papinhas fora de casa!
  • Não comece pelo suco, e sim pela própria fruta in natura. Uma semana antes de começar de fato as papinhas salgadas, introduza as frutinhas. De preferencia as mais ‘básicas’, como maçã, pera, mamão e banana. Os bebes ja estão acostumados com o sabor mais adocicado por causa do leite materno ou fórmula, desta forma, começar pelas frutas, melhora a aceitação!

Em base é isso, ja tinha feito um outro post sobre papinhas dos 6 aos 9 meses. Para conferir receitinhas e formas para congelar, duração no congelador, clique aqui.

Espero que tenham gostado! beijos

Dicas Outros 20 maio, 2017

Desfralde!


Ola pessoal! Hoje vou falar sobre um assunto que assombra toda as mamães (pelo menos me assombrava hahaha): o desfralde. Acho que é pelo fato da gente não se lembrar como aprendemos, se torna mais difícil de ensinar e como começar. Mas vou falar que por aqui tiramos de letra, em 1 semana resolvemos esse problema e vou compartilhar aqui as minhas dicas e acertos para o sucesso.

  •  A primeira dica é: espere o momento certo. Eu esperei até 1 ano e 11 meses, beirando os 2. E não me arrependo. Esse amadurecimento foi necessário. Primeiro por que o Mudi ganhou um irmãozinho faz pouco tempo, segundo por que mudamos de casa faz pouco tempo, e eu achei  que muita mudança ao mesmo tempo poderia atrasar o processo.

 

  • Esperar que a criança de sinais também é necessário. Alguns sinais que eu esperei: Ficar incomodado quando a fralda está suja ou molhada, ficar orgulhoso com suas próprias conquistas, demonstrar interesse nos hábitos de higiene, ficar “seco” por pelo menos três ou quatro horas, ou seja, os músculos da bexiga conseguem segurar a urina, dar sinais físicos ou verbais quando está com vontade de fazer cocô, seja avisando você ou fazendo aquela carinha de que está com vontade de ir ao banheiro. Não demonstrar resistência à ideia de usar o penico ou a privada. Mostrar interesse em ser mais independente.

 

  • Providenciei os equipamentos necessários! Não usei o penico nenhuma vez. Fui direto para o vaso, com apenas o redutor de acento. Comprei um banquinho para ele alcançar o vaso, comprei cuecas, e fiz um cartaz escrito: DESFRALDE, para que toda vez que ele fizesse xixi ou coco no vaso ele colasse um adesivo no cartaz, como um incentivo! SUPER funcionou.

Depois de  me preparar com as dicas, acordei ele no dia que iria começar realmente o desfralde e expliquei que só quem usa fralda é neném como o Zuzu, que não sabe andar, e que ele ja era um mocinho então iria começar a usar cueca! A gente acha que eles não vão entender, mas eles super entendem! E aprendem super rápido. Feito isso: adeus fraldas. Coloquei a cueca e vesti a calça. Não deixei pedalinho como todos recomendam, pois alem de estar friozinho, achei que poderia ser uma coisa não-natural.

Esperei até ele fazer o primeiro xixi, no vaso (levava de 20 em 20 min) e quando ele acertou finalmente veio a recompensa! Os adesivos! Ele entendeu a ideia e amou colar os adesivos, mas a melhor parte era dar tchau pro xixi e apertar a descarga! Muitas novidades juntas fizeram ele se interessar. Quando os escapes aconteciam eu explicava que não estava fazendo certo e fingia decepção. Quando ele acertava eu comemorava como se fosse copa do mundo.

Depois de 3 dias percebi que ele conseguia segurar, mas se eu não levasse ele ao banheiro ele também não pedia. Então decidi não levar se ele não pedisse, e se escapasse explicava que ele tinha que pedir quando tivesse vontade. Em uma semana ele ja estava pedindo! Uma belezinha, super rápido. Acho que a idade ajudou, e as ferramentas também! Claro que houve escapes depois! Mas em 3 semanas o desfralde estava completo!

Não se desesperem, não é um bicho de 7 cabeças, e você mostrar segurança é essencial!

Espero que tenham gostado do post, e que eu tenha me feito clara! hahaha

Beijos!

 

 

Dicas 17 jan, 2017

A chegada de um novo irmão


20161230_115051_001

 

Ainda não sou nenhuma expert nesse assunto, mas acho que com mais ou menos uns 100 textos e trabalhos científicos que eu ja li, da para e dar umas dicas básicas. O Mudi esta com um ano e 7 e o Zuzu com quase um mes. Como o Mudi sempre foi bastante carinhoso, passava pela minha cabeça que algum milagre podia acontecer e ele não tivesse ciúmes. Só que não aconteceu milagre algum, e sim, vemos ciúmes pelos ares aqui de casa. Nada que me faça morrer de preocupação e nem nada agressivo, mas alguns comportamentos mudaram. A alimentação foi um deles. Agora com 26 dias ele ja esta voltando a comer melhor, mas não tão bem quanto antes.

O sono graças a Deus continua bom, mas ele quer mais carinho e com isso esta fazendo de tudo para chamar atenção. Com relação direta ao irmão tem dias e dias: um dia quer ficar grudado nele, outro dia ignora totalmente e outros dias vejo um olhar de: por que você não volta pra barriga dela? Violência ate agora, nem sinal.

E não podia ser diferente não é mesmo ? Se até nós adultos temos ciúmes, o que dirá uma criança que ainda não entende o ciclo da vida. Aqui vai o que eu estou fazendo  e vejo cada dia dar mais certo:

  • Tente evitar muitas mudanças ao mesmo tempo. Mudar de casa ou iniciar um novo grupo de amiguinhos, por exemplo, são atividades que deveriam ser o mais possível postergadas.

  • Não deixe de estimular e mostrar seu apreço por qualquer ajuda ou gesto de amor do seu lho para com o novo bebê, e ignore comportamentos negativos e infantis quando for possível.

  • Passe tarefas pequenas e leves para seu filho, para motivar seu relacionamento com o bebê. Não force se a resposta for negativa, mas mostre todo o seu apreço por cada ajuda que receber.

  • Cuidado com sinais de retraimento ou depressão. Uma criança com dificuldade em demonstrar sentimentos intensos com relação ao seu irmãozinho pode escondê-los profundamente e precisar de ajuda para poder falar a respeito com alguém que não seja da família.

  • Procure passar algum tempo só com o seu filho mais velho, sem a presença do bebê, em algum lugar onde possam ler ou brincar só os dois.

  • Seja firme com relação a comportamentos negativos, mas sem fazer seu lho sentir-se culpado. Mostre que o errado é o comportamento, e não ele próprio.

  • Tome o cuidado de não cair no hábito de pensar em comportamento “bom” ou “mau” e em crianças “boas” ou “más” na família. Certos mitos são difíceis de serem abandonados.

A dica maior é: tenha paciência. Não podemos esquecer que são os pais que decidem se vão ter um outro filho – não a irmã ou irmão mais velho. A opinião deles não conta e aquilo que, para você, representa uma fonte de felicidade, pode não ter para o seu filho ou filha qualquer significado.

Espero ter ajudado!

Beijos gente!

Carima Orra • todos os direitos reservados © 2019 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por